Você sabe a diferença de pellets certificados e sem certificação?

Você sabe a diferença de pellets certificados e sem certificação?

Você sabe a diferença de pellets certificados e sem certificação? Pellets certificados são ecologicamente corretos, possuem emissão neutra de CO2, tem alto valor energético, facilidade de queima e geram mais economia se comparados à combustíveis fósseis. Já os sem certificação, além de ter problemas na queima pela má qualidade e alta umidade, ainda podem trazer prejuízos aos equipamentos.

O primeiro passo para identificar se o biocombustível possui certificação, é ao adquirir verificar se as embalagens do produto estão identificadas com o selo de certificação ENplus.

Quando os pellets recebem esta certificação, significa que passaram por diversos controles rígidos de qualidade e que estão aptos a serem comercializados. Adquirir pellets certificados traz garantias aos equipamentos e que você adotará um produto totalmente sustentável.

A certificação ENplus é baseada no rigoroso padrão internacional ISO 17225-2, que garante baixas emissões e aquecimento sem problemas com o alto valor energético.

A qualidade dos pellets é avaliada conforme critérios físicos e químicos, e para isso, eles precisam obedecer a uma série de especificações técnicas. Além do comprimento e diâmetro, os pellets são testados quanto à durabilidade mecânica, percentagem de finos, cinza e umidade, densidade aparente, poder calorífico e percentagem de aditivos. Além disso, algumas exigências também são analisadas, como: requisitos para a produção e para o controle de qualidade de pellets de madeira; requisitos do produto; requisitos para rotulagem, logística e armazenamento; e requisitos para a entrega ao consumidor final.

Pellets não certificados não trazem economia, já que se eles não tiverem a densidade exigida, terão uma menor energia acumulada, sendo necessário a utilização de mais pellets para atingir a potência nominal do equipamento.

Usar pellets não certificados também pode trazer um grande prejuízo aos equipamentos de aquecimento. A umidade deles pode ocasionar uma redução na temperatura dos gases dentro dos tubos durante a troca de calor, e o vapor de água presente na chama poderá escorrer nas paredes da chaminé, causando ferrugem e corrosão do equipamento. As resinas de formaldeídos e o chorume produzido pela umidade, também podem afetar os equipamentos.

A Koala Energy possui a certificação ENplus A1, que garante qualidade em toda a cadeia de produção dos pellets e utiliza madeira reflorestada e certificada pelo FSC, que garante a origem do produto, diminuição do desmatamento das florestas e consumo consciente.


Imagens Relacionadas

Posts Relacionados

Tags

certificação certificação de qualidade ENplus ISO 17225-2 pellet certificado pellets de madeira qualidade
06 de fevereiro de 2020
‹ Voltar